Fonte: Previdência Total

Não é mais necessário que os segurados do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) se desloquem às agências para consultar o seu extrato mensal de contribuições. O órgão previdenciário disponibilizou uma nova ferramenta pela internet que facilita a vida de quem precisa de informações básicas. O site Meu INSS – meu.inss.gov.br – pode ser acessado por meio de computador ou celular. Segundo o gerente-executivo do INSS na Baixada Santista, Cláudio da Silva, o acesso ao site permite ao segurado fazer agendamentos e realizar consultas.

“Não é necessário que o segurado vá à agência do INSS para fazer um agendamento ou solicitar o extrato atualizado de contribuições previdenciárias. Basta acessar o Meu INSS e lá clicar no link “extrato previdenciário”. Neste link ele poderá visualizar as contribuições depositadas pelo patrão, atualizadas até ao mês anterior”, alerta.

O executivo do INSS ressalta que caso o segurado identificar algum problema ou falta de depósitos de suas contribuições, ele deverá, em primeiro lugar, questionar seu patrão.

“O segurado deverá verificar em sua empresa qual o problema. Caso realmente o patrão não tenha realizado os depósitos na data correta, o trabalhador deve acionar à Justiça. Só com uma ação judicial ele conseguirá comprovar o vínculo, a falta do recolhimento da contribuição previdenciária e do FGTS”, explica.

Cláudio Silva também que para acessar o extrato o segurado deve ter em mãos o NIT – Número de Inscrição do Trabalhador – que é o número equivalente ao PIS/Pasep. “Os trabalhadores com carteira assinada encontrarão este número em sua Carteira Profissional”, informa.

De acordo com o INSS, pelo novo endereço eletrônico o segurado acessa e acompanha todas as informações da sua vida laborativa, como dados sobre contribuições previdenciárias, empregadores e períodos trabalhados. Na ferramenta também estão disponíveis o histórico de crédito, carta de concessão, declaração do benefício (Consta/Nada Consta), declaração de regularidade do contribuinte individual e consulta à revisão de benefício – Artigo 29. Além disso, é possível encontrar uma agência do INSS mais próxima e agendar atendimento.

Aplicativo

O aplicativo do Meu INSS está disponível para celulares Android. Na loja Play Store (Google) é possível encontrar o App que, em breve, estará disponível também para celulares iPhone. O Instituto destaca que, embora haja outros aplicativos utilizando o nome ‘INSS’ na loja, apenas o do Meu INSS – e o do e-Recursos – são oficiais.

Documentos

Através do site Meu INSS é possível o envio online de documentos. Ao fazer o agendamento, o cidadão é avisado sobre a possibilidade do envio de documentos diretamente pela Internet.  No site estão descritos os procedimentos de como devem ser o formato e o tamanho dos arquivos. De acordo com o INSS, os originais dos documentos digitalizados devem ser apresentados no dia do atendimento agendado.

Login e senha

Alguns serviços do Meu INSS precisam de senha e login para acesso. Para fazer o cadastro, é preciso CPF, nome completo, data de nascimento, nome da mãe e estado de nascimento. Algumas perguntas são realizadas para conferir a identidade do usuário. Ao responder corretamente as perguntas será gerado um código de acesso provisório para que o cidadão possa acessar o site meu.inss.gov.br.

Com o código em mãos, o segurado deve fazer login e senha. Logo em seguida, aparecerá a mensagem “senha expirada” para que o cidadão crie sua própria senha, que deve ser: alfanumérica, ter 9 dígitos, conter um caractere especial (#@$%!*-/+.), ter pelo menos uma letra maiúscula e outra minúscula. Em caso de dúvidas, o cidadão pode ligar no 135.

Segundo o INSS, desde seu lançamento no início do ano, quase um milhão de usuários já se cadastraram para acessar o portal.

Contact Us

We're not around right now. But you can send us an email and we'll get back to you, asap.

Not readable? Change text. captcha txt

Start typing and press Enter to search